Exposição Aprender a voar de Jorge Abade na Galeria 7 em Coimbra - Portugal Acontece

ÚLTIMAS

Home Top Ad



Anuncie aqui para recuperar seu negócio!


Post Top Ad

Anuncie aqui

sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

Exposição Aprender a voar de Jorge Abade na Galeria 7 em Coimbra

A Galeria SETE apresenta a exposição “Aprender a voar” de Jorge Abade, que terá início a 8 de Fevereiro de 2020, sábado pelas 16h30, e prolonga-se até ao dia 12 de Março de 2020.

A exposição “Aprender a voar”, é constituída por pintura, desenho e escultura; um conjunto de obras que o artista tem vindo a maturar. Aprender a voar “Talvez eu não pense dentro do vazio. Talvez o vazio seja apenas um reduto de ausências, de tudo o que nos sobrecarrega superfluamente, talvez aí não pense na morte e me permita voar. Talvez no vazio não haja tempo e talvez esse vazio nem exista, de todo. 2 Piedade, aos que se ocupam a rastrear o que julgam falhas de uma pretensa coerência, monolítica, quando no deambular há um espectro que se permite explorar todas as margens de uma procura, nú caminhar. Talvez esse caminhar seja um voo, talvez o voo tenha apenas o objectivo de seguir uma descomprometida trajectória, fiel apenas a si próprio. É sempre com extrema brevidade que se revelam as ausências, embora elas se submetam à permanência, e esgueiram-se por uma rota sobranceira que se esquiva ao caos, donde escapam vitoriosas. É a brevidade que se fixa ao vazio do ausente, no corpo oxidado, o que pesa na queimadura que marca a possibilidade de elevação à trajectória esvoaçante, rumo ao vazio absoluto, predeterminado como inalcançável. Tudo o que há de transversal, portanto informe, nesta exposição, está apenas comprometido com um caminhar leve, sem preconceitos, alheio à sua presentificação múltipla, seguro de ser um voo livre e uno, sem cronologia. Acreditais no tempo? Este é o vosso erro mais hediondo.” Texto de Jorge Abade Biografia: Algumas das obras patentes na exposição (GALERIA SETE): JORGE ABADE, 1974 Vive e trabalha no Porto. Licenciado em Artes Plásticas – Pintura pela FBAUP em 2001. Doutorado em Ciência e Tecnologia das Artes – Teoria e prática Artística, pela Universidade Católica Portuguesa em 2016 Exposições individuais (destacam-se): 2020- Este Corpo Não é meu, Galeria @Sede, Porto.; 2017- Transição, Galeria Cozinha, Faculdade de belas Artes, Porto.; 2016- Barreira, Galeria Sete, Coimbra.; 2015- Indelével Intermitência, Espaço Locomotiva, Porto.; 2014- Lusco fusco, Galeria Extéril, Porto.; 2012- Estado de Quietude, Quase Galeria/Espaço T, Porto.; 2009- Convergência, Galeria SOPRO, Lisboa.; 2009- Day is Done, galeria MCO, Porto.; 2008- Origem, Galeria Extéril, Porto.; 2007- Murder Ballads, Galeria Sopro, Lisboa.; 2007- A Ilusão do fim, Casa Museu Bissaya Barreto, Coimbra.; 2006- Army of me, Círculo de Artes Plásticas de Coimbra (CAPC).; 2005- Red Land-Scape, Galeria Quattro, Leiria.; 2005- Eat That Chicken, Galeria Projecto, Cerveira.; 2004- Do You Believe In Heroes?, Galeria Graça Brandão, Porto.; 2002- Afrontamentos, Galeria Minimal, Porto. Exposições colectivas (destacam-se): 2019- Palimpsestos, Zetgallery, Braga.; 2019- Studiolo XXI (Desenho e Afinidades), Fundação Eugénio de Almeida, Évora.; 2019- Na Sombra do Infinito, Bienal de Gaia, Gaia.; 2018- Olhar a Eternidade, Cooperativa Árvore, Porto.; 2016- Detalhes, Casa Museu Abel Salazar, Porto.; 2015- Bienal de Cerveira, Vila Nova de Cerveira.; 2014- Prometheus fecit: terra, água, mão e fogo, Museu Nacional de Soares dos Reis, Porto.; 2013/2014- Estratégias para dem[u]rar o tempo, Casa Museu Marta Ortigão Sampaio, Porto.; 2013- Cheia 2, Biblioteca municipal Rocha Peixoto, Póvoa de Varzim.; 2012- “…chamo silêncio à linguagem-que-já-não-é-orgão-de-nada (d’après Pascal Quignard)”, QuaseGaleria/Espaço T, Porto.; 2012- Cinco séculos de desenho (na coleção das belas artes), Museu Nacional Soares dos Reis, Porto.; 2010- Marginália d´après Edgar Allan Põe, Plataforma Revolver, Lisboa.; 2009- 7º Prémio Amadeu de Souza-Cardoso, Museu Municipal Amadeu de Souza-Cardoso, Amarante.; 2009- Viarco Express, Museu da Presidência da República, Lisboa.; 2008- Brocense, X Certâmen de Artes Plásticas, Cáceres.; 2006- Art Salamanca, Galeria MCO, Salamanca.; 2006- Young Painters Giants, MCO, Porto.; 2006- Wall Paper, Stockhouse/MCO, Porto.; 2006- Vinte e cinco pintores portugueses, Museu Municipal de Coimbra.; 2006- II Encontro de Arte Jovem de Chaves, Chaves.; 2005- Paisagens, (225 anos de paisagem da Escola de Belas Artes do Porto), Palácio das Galveias, Lisboa.; 2004- ARCO, Galeria Graça Brandão, Madrid.; 2003- Colectiva, Galeria Graça Brandão, Porto.; 2002- Colectiva, Maushabitos, Porto.; 2002- Passa Portes, Galeria do Palácio, Porto.; 2002- Com Posição, Museu da Industria de Chapelaria / Centro de Arte de São João da Madeira.; 2000- Colectiva, desenho na fundação Cupertino de Miranda, Famalicão

Sem comentários:

Publicar um comentário

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here