O futuro do setor espacial português discutido no Portugal Space 2030 em Coimbra - Portugal Acontece

ÚLTIMAS

Home Top Ad



Anuncie aqui para recuperar seu negócio!


Post Top Ad

Anuncie aqui

sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

O futuro do setor espacial português discutido no Portugal Space 2030 em Coimbra



Com a presença de Manuel Heitor, Ministro da Ciência e Tecnologia, e Johann-Dietrich Woerner, Diretor-Geral da Agência Espacial Europeia (ESA), que estiveram no segundo dia do evento de celebração do 4.º aniversário da incubadora espacial portuguesa, que é coordenada pelo Instituto Pedro Nunes. Iniciativa mostrou as mais recentes aplicações de tecnologia espacial na Terra, apresentou novas startups e discutiu o futuro do setor espacial em Portugal.

Realizou-se nos dias 20 e 21 de dezembro, no Instituto Pedro Nunes, o evento “Portugal Space 2030: Planning the future @ ESA Space Solutions Portugal Anniversary” que assinalou o 4.º aniversário da incubadora espacial portuguesa - ESA BIC Portugal. Foi uma iniciativa organizada em colaboração com a Ciência Viva e o Gabinete do Espaço da Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

No dia 20, quinta-feira, foram apresentadas sete novas startups incubadas na ESA BIC Portugal e inaugurada uma exposição que deu a conhecer produtos e protótipos funcionais com aplicação terrestre desenvolvidos com tecnologia espacial.


Os números de balanço de quatro anos de atividade da ESA BIC Portugal foram divulgados durante o evento. São 22 as empresas que estão a aplicar tecnologia do Espaço nos seus negócios com uma capacidade de exportação de 56% e um retorno anual de 1,3 milhões de euros em 2017.

Carlos Cerqueira, Diretor de Inovação do IPN e coordenador da ESA BIC Portugal, frisa que “Portugal tem um número cada vez maior de empresas a querer utilizar tecnologia do espaço para negócios na Terra, em áreas como a agricultura, pesca, clima, transportes, desporto ou saúde”. Este responsável destaca ainda que “Portugal é para a ESA um caso de sucesso, com empresas que já estão a fazer negócio com clientes e a criar postos de trabalho”.


O segundo dia do encontro teve como objetivo discutir o futuro do setor espacial português e começou com as intervenções de Teresa Mendes, Presidente da Direção do Instituto Pedro Nunes, Manuel Heitor, Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, e Gui Menezes, Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia dos Açores.



Durante a manhã, teve destaque o tema da plataforma de lançamento de satélites nos Açores – Atlantic International Satellite Launch Programme, numa sessão conduzida por Luís Santos, coordenador da Estrutura de Missão dos Açores para o Espaço.

A sessão contou ainda com as intervenções de Manuel Heitor, Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, e de Johann-Dietrich Woerner, Diretor-Geral da ESA, que discursou sobre as novas oportunidades no Espaço 4.0.


O projeto Space Rider, que deverá aterrar nos Açores, foi outro tema marcante. Pelas suas condições de microgravidade, este projeto pode trazer muitas oportunidades de investigação nas áreas da saúde e farmacêutica.

O evento terminou com painel dedicado à análise de futuros mercados terrestres potenciados por dados de Observação da Terra.

A ESA BIC Portugal é coordenada pelo Instituto Pedro Nunes e tem polos no Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto e na agência DNA Cascais. É um dos 20 centros de incubação da Agência Espacial Europeia a nível europeu, onde são apoiadas startups que transfiram tecnologia espacial para setores terrestres, mas também novas empresas que pretendam entrar no mercado espacial comercial, no chamado New Space.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here